MENU

terça-feira, 30 de julho de 2013

Novas cédulas de R$ 2 e de R$ 5 já estão em circulação no país

Novas cédulas de R$ 2 e de R$ 5 que entraram em circulação tem camada protetora contra sujeira

Do UOL, em São Paulo
                               
As novas cédulas de R$ 2 e de R$ 5, que entraram em circulação nesta segunda-feira (29), terão uma camada protetora contra sujeira, disse o diretor de Administração do Banco Central (BC), Altamir Lopes. A proteção tem como objetivo impedir o desgaste rápido das cédulas, que são as mais manuseadas, por serem de baixo valor.
As novas cédulas fazem parte da Segunda Família de Cédulas do Real.


As novas cédulas trazem elementos adicionais de segurança, como número escondido, marca-d'água e alto-relevo.

O número escondido – numeral com o valor da nota – fica visível quando a cédula é colocada na posição horizontal, na altura dos olhos, em local com bastante luz. A marca-d'água revela o valor da nota e a imagem do respectivo animal: a tartaruga marinha, na nota de R$ 2, e a garça, na de R$ 5. O alto-relevo pode ser sentido pelo tato em diversas áreas da parte da frente das cédulas.
De acordo com comunicado do Departamento do Meio Circulante, as notas de R$ 2 mantém o padrão de cor predominante azul, mas terá novas dimensões. A nota de cinco segue com o tom predominante lilás e passa a apresentar um tamanho diferente do atual.

Novas notas de R$ 2 e R$ 5 começaram a circular nesta segunda


 

Segunda família do Real

Em julho de 2012, entraram em circulação as notas de R$ 10 e R$ 20, que devem ser completamente trocadas até meados de 2014. As primeiras cédulas da nova família a entrar em circulação foram as de R$ 50 e R$ 100.
De acordo com Lopes, a substituição das cédulas antigas está mais adiantada nas notas de maior valor, cujas novas versões saíram há três anos. Segundo o diretor do BC, 71,3% das cédulas de R$ 100 e 63,8% das de R$ 50 foram trocadas. Quanto às notas de R$ 20 e de R$ 10, já foram substituídas 31,3% e 36,9%, respectivamente.
O Banco Central esclarece, ainda, que as notas antigas não perderão valor. Elas serão substituídas gradualmente no dia a dia, conforme forem tiradas de circulação por causa do desgaste natural.
(Com Agência Brasil e Valor)

 



sábado, 27 de julho de 2013

Governo do Pará cria premiação aos policiais que fizerem apreensões de armas de fogo

A lei sancionada pelo governador, e que foi publicada na quinta-feira no Diário Oficial, instituiu a premiação pecuniária aos policiais civis e militares da ativa que fizerem apreensões de armas de fogo. Segundo a Lei 7.727, de 24 de julho, serão premiados os servidores que recolherem armamento ilícito e fizeram o devido encaminhamento à autoridade competente, para a apreensão e lavratura do auto de prisão em flagrante.




A premiação é apenas meritória, segundo a lei, e não tem caráter remuneratório, ou seja, não será incorporada ao salário do policial em nenhuma hipótese nem servirá de base de cálculo de qualquer outra vantagem ou para fins previdenciários. Os prêmios vão variar de R$ 300 a R$ 1,8 mil por arma de fogo apreendida, de acordo com o potencial lesivo e as circunstâncias da apreensão. Se a apreensão ocorrer em trabalho de equipe, patrulha ou guarnição, o valor da premiação será rateado em partes iguais.
fonte: www.pa.gov.br
  blog RPI ≤≥ rota policial de Itaituba

ACIDENTE: PÁ CARREGADEIRA INVADE RESIDÊNCIA EM ITAITUBA


Ontem por volta das 18h00 uma residência na 6ª rua da cidade baixa, no bairro Jardim Araras, foi invadida por uma pá carregadeira e quase destruída por completo. O operador de máquina, Itamar Vieira  da Silva, disse que perdeu o controle da máquina, levantando a suspeita que estivesse em velocidade exagera para a rua que trafegava.
A Polícia Militar esteve presente no local e encaminhou o caso para a 19ª seccional para as providências cabíveis. O proprietário da máquina foi ao local do acidente e ficou de reparar os danos.
 





 
 ≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba

IMPLANTAÇÃO DA JUSTIÇA FEDERAL EM ITAITUBA, PA

A Justiça Federal da Primeira Região inaugurou na quarta-feira, dia 24 de julho, a Subseção Judiciária de Itaituba, localizada no oeste do Pará.

 

A solenidade de inauguração foi realizada no auditório do fórum da justiça estadual e contou com a presença do presidente do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região, desembargador federal Mário César Ribeiro; do diretor do foro da Seção Judiciária de Belém, juiz federal Ruy Dias de Souza Filho; do juiz federal José Airton de Aguiar Portela, que responderá inicialmente pela nova subseção; da prefeita Eliene Nunes de Oliveira; do bispo da prelazia de Itaituba, Dom Wilmar Santin; do deputado federal Dudimar Paxiuba; do diretor do fórum da comarca, juiz de direito Claitoney Passos Ferreira e do coronel do 53.º Batalhão do exército, Marcos José de Souza.



A presença da justiça federal em Itaituba amplia o quadro de subseções judiciárias existentes no interior do estado e é a oitava instalada desde a inauguração da primeira subseção em Santarém há 18 anos. Para o diretor do foro da Seção Judiciária do Pará, Ruy Dias de Souza Filho, "ainda está longe do ideal a presença da Justiça Federal em Belém e em mais oito cidades, num universo de 144 municípios", disse o magistrado ao referir-se à dimensão continental do estado, com mais de 1 milhão de km e cerca de 8 milhões de habitantes.

A Subseção de Itaituba prestará atendimento há quase 200 mil cidadãos ao exercer jurisdição também sobre mais cinco municípios: Jacareacanga, Novo Progresso, Placas, Rurópolis e Trairão. "Eu acho que é uma melhora muito grande para o município. Quando se está mais próximo da justiça, há a esperança de ter uma cidade melhor", considerou o cearense e morador de Itaituba há 35 anos, Luís Antônio Cardoso Neves.

O órgão chega com a importante missão de processar e julgar ações de qualquer natureza. "A Vara de Itaituba, conforme portaria que a criou, possuirá competência geral, ou seja, apreciará ações penais, cíveis e de execução fiscal além de contar com um Juizado Especial Federal Adjunto cível e criminal", afirmou o juiz federal Ruy Dias durante a solenidade. A expectativa para os cidadãos é grande. Para a itaitubense Antônia Célia dos Santos, a presença da justiça federal no município será muito importante. "Isso é muito bom. A justiça federal vai fiscalizar as leis e vai mudar muita coisa para o município. Eu acredito que a partir do momento que as pessoas saibam que a justiça federal chegou aqui, vão ter a quem recorrer para garantirem seus direitos", disse.

Em discurso, o presidente do TRF1, Mário César Ribeiro, lembrou que Itaituba ao longo dos seus 156 anos escreveu parte de sua história na extração do ouro no vale do rio Tapajós, o que tornou o município a maior região produtora de ouro do oeste do Pará. Apesar disso, o magistrado não se esqueceu dos danos causados ao meio ambiente, apresentando, ao longo dos últimos anos, um histórico progressivo de processos que tramitam na justiça federal do Pará sobre o tema. "Segundo dados do setor de estatística do Tribunal, o numero de processos sobre direito ambiental e agrário que tramitavam no Estado do Pará, em 2007, era de 1352; em 2009 aumentou para 4.367 e, em 2013, já alçam a marca de 7.199 feitos", revelou o presidente.

Os números da demanda processual impressionam, mas esta realidade abre espaço para a reflexão sobre a importância e o empenho das varas federais ambientais - especializadas no combate aos crimes de natureza agrária e ambiental. "Nessa linha foram criadas seis Varas Federais ambientais e agrárias na Amazônia Legal, situadas em Manaus/AM, Porto Velho/RO, São Luís/MA e aqui no Pará as localizadas em Belém, Marabá e Santarém; todas instaladas no período de 2010 a 2012", afirmou o presidente.

Ao elogiar o esforço combativo da justiça federal do Pará para mudar o cenário criminoso naquela região, Mário César Ribeiro citou o município de Paragominas, localizado no nordeste paraense e chamou-o de "modelo no combate à destruição da floresta", razão pela qual é reconhecido por outros países, e, aqui no Brasil, por ter recebido recentemente o prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente.

"Cremos que se quisermos progredir na área ambiental, não devemos repetir a história, mas fazer uma história nova", asseverou Mário César Ribeiro ao citar Mahatma Gandhi para logo em seguida destacar que o município de Itaituba passou por mudanças significativas e que atualmente enxerga no ecoturismo um futuro de equilíbrio e harmonia entre o meio ambiente, a economia e as novas gerações.

Inspirado pela visita do Papa Francisco ao Brasil, o presidente, antes de finalizar seu discurso, rogou as bênçãos de Nossa Senhora de Sant’Ana, padroeira de Itaituba, para o povo da região e citou o hino itaitubense: "só temos o apoio divino se o progresso anda junto com a Fé".

O juiz federal José Airton de Aguiar Portela será o responsável pelos trabalhos na recém-criada vara até que o titular seja designado. "Trata-se de magistrado experiente, conhecedor da realidade local e muito acrescentará à vara única de Itaituba", afirmou o presidente Mário ao destacar a experiência do magistrado no município de Santarém, aonde chegou quando criança.

O desembargador Mário César Ribeiro conheceu as instalações do prédio em que a subseção funcionará e que na oportunidade receberam as bênçãos do bispo da prelazia de Itaituba, Dom Wilmar Santin. De acordo com o presidente da comissão de novas varas federais, Carlos Frederico Maia Bezerra, o edifício é composto de um pavimento térreo e um mezanino de aproximadamente 800 metros quadrados. Foi totalmente reformado, mobiliado e ganhou novos equipamentos. "Está em plenas condições de receber a equipe de servidores que irá atuar em Itaituba a partir de agora", disse Carlos Frederico.

O evento também prestigiou a posse de 19 novos servidores. É o caso de Ivaney Brandão que tomou posse no cargo de oficial de justiça. "As expectativas são as melhores. É a realização de um sonho", disse o analista judiciário. Também estiveram presentes ao evento o secretário-geral da presidência, Paulo Cardoso; o presidente da comissão de novas varas, Carlos Frederico Maia Bezerra, e a diretora da Secretaria Administrativa do Pará em exercício, Tânia Luna Serruya Maia Jauffret
, servidores e demais autoridades.

Assessoria de Comunicação Social

Tribunal Regional Federal da 1.ª Região
≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba 
 

quarta-feira, 24 de julho de 2013

DISTRITO DE CAMPO VERDE: POPULAÇÃO TENTOU LINCHAR PEDÓFILO



José Raimundo, 28 anos de idade, maranhense, acusado de pedofilia, quase foi linchado pela população de Campo Verde. A guarnição do DPM  do KM 30 agiu rápido e conduziu o acusado para Itaituba.
O fato que deu origem a revolta da população se deu por volta das 13h30 e a prisão aconteceu por volta  das 18h30.
Raimundo teria comprado uma bicicleta e dado a uma criança de dez anos e pedido a ela que o levasse até um Igarapé com a intenção de manter relação sexual com ela. Mediante a recusa da criança a ameaçou e praticou ato libidinoso forçosamente. E mesmo que a criança aceitasse não o isentaria de responsabilidade e seria enquadrado em prática de ato libidinoso ou pedofilia. O pedófilo foi apresentado na 19ª Seccional por volta das 22h00 de ontem para que hoje pela manhã seja lavrado o flagrante.

 
≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba

ladrão rouba celulares e na fuga mata cachorro que o atacou

Orisney da silva Batista roubou dois celulares de duas vítimas de posse de uma faca e foi perseguido por populares e pela Polícia militar e antes de ser preso, em um dos quintais que invadiu, foi atacado por um cachorro e não contou estória, esfaqueou o cachorro e o matou. A proprietária do cachorro ficou assustada com a violência do ladrão e inconformada com a perda do cachorro rottweiler. Os roubos ocorreram na estrada do BIS, sendo o ladrão preso já às proximidades da SESPA, no quintal de uma residência. O cachorro pertencia a pessoa da Locadora Jacy Car.
.
 
≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba

segunda-feira, 22 de julho de 2013

HOMEM MORRE EM BRIGA DE FACA PROXIMO À COMUNIDADE DE CREPORIZINHO

 
As informações colhidas pela guarnição da área garimpeira dão conta que numa briga entre dois homens no baixão Minha Deusa, a aproximadamente 72 KM de Creporizinho, sendo um conhecido apenas pelo apelido de Barba, aparentado pouco mais de 50 anos, que morreu ainda no local ao levar 17 facadas e o outro que é Júlio Cesar Lima, de 27 anos de idade. Júlio Cesar  foi conduzido em estado grave para Novo progresso também com várias perfurações.
≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba


domingo, 21 de julho de 2013

GIL GOMES: ladrão do bairro São tomé morreu em acidente

foto: DPM KM 30
O elemento conhecido como Gil Gomes, que praticou vários delitos em Itaituba, especialmente no bairro São Tomé, morreu na madrugada de hoje em um acidente de moto. Ele atropelou um burro na BR 163, no Km 21, direção ao Km 30. O acidente aconteceu por volta das 02h00 da manhã.
A ficha do elemento era extensa: Assassinato, roubos, disparo de arma contra Policiais Militares etc.. Ele possuía apenas uma mão, pois perdera a outra em uma briga.              ≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba

Policiais do DPM de Creporizinho prendem suspeito de assassinato na área garimpeira de Itaituba,Pa



Nesta sexta feira, 20/07, foi apresentado na Seccional de Itaituba, Otávio Pereira da Silva, 48 anos de idade, piauiense, que foi preso por volta das 08h00 do dia 17/07/2013, pela guarnição do DPM de Creporizinho. Ele estar sendo acusado de deferir três facadas em Lins Carlos, conhecido como neguinho, no garimpo do Boa Esperança, que faleceu, fato ocorrido mês de junho deste ano. A Polícia Militar daquele destacamento teve informações de populares da comunidade de Creporizinho, que ao reconhecer o acusado, foram avisar aos policiais, que tem o 2° SGT Bastos no comando, auxiliado pelo  3° SGT Renúbio e CB Sousa e SDs Arnaldo e Laudenir.
≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba
 

sábado, 20 de julho de 2013

SENHOR DE 62 ANOS É BALEADO NA 35ª RUA, NO BAIRRO DO BOTINHA EM ITAITUBA

Atualização
A vítima foi transferida para Santarém, onde permaneceu internada por quase um mês, mas não resistiu e acabou falecendo. Quanto ao assassino, não foi identificado pela polícia, permanecendo com autoria desconhecida.
Ontem por das 21h40, José Santos de 62 anos de idade, morador do bairro do Botinha, foi alvejado com um tiro em cima do peito, na frente da residência onde reside. A guarnição do SGT Cajado que atendeu a ocorrência colheu as informações sobre possíveis suspeitos. Segundo o que foi dito pelos vizinhos, o atirador estava numa moto Bros,  cor laranja  e por não ter uma iluminação adequada no local, ele conseguiu surpreender a vítima. Segundo o filho de seu José, o principal suspeito seria o filho de uma senhora com quem seu pai teria tido um caso amoroso e rompido recentemente, inclusive tendo acontecido uma briga entre os dois (casal) por ciúme. O aposentado foi socorrido pelos Bombeiros e levado para o HMI, onde passou por cirurgia.  

 

≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba

quinta-feira, 18 de julho de 2013

DUELO DE BANDIDOS ACABA EM MORTE EM ITAITUBA




vítima

HOJE À NOITE POR VOLTA DAS 03HOO DA MANHÃ O ELEMENTO CONHECIDO PELA ALCUNHA DE "DENTINHO" (LEANDRO CATIVO GUEDES) MATOU A FACADAS BISMARK DA LUZ SANTOS, FATO OCORRIDO NA AVENIDA BELÉM, ENTRE AS TRAVESSAS JOÃO PESSOA E LAURO SODRÉ. OS DOIS ELEMENTOS SÃO BANDIDOS CONHECIDOS HÁ ANOS DA SOCIEDADE ITAITUBENSE POR PRÁTICA DE VÁRIOS CRIMES E TINHAM SAIDO A POUCO TEMPO DO PRESÍDIO LOCAL, ONDE DIVIDIAM A MESMA CELA.



DENTINHO, ACUSADO

≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba


quarta-feira, 17 de julho de 2013

Sindpol acusa governo de perseguir policiais

A diretoria do Sindpol (Sindicatos dos Policiais Civis do Pará) denuncia o Governo do Estado de perseguição e assédio moral. Segundo o Sindpol, a perseguição contra policiais que participaram de paralisação, greve e manifestações contra o governo Simão Jatene por falta de estrutura e condições de trabalho, além de escalas de trabalho absurdas e falta de pagamento de horas extras e adicionais tem sido uma constante nos últimos meses.
Ontem o Sindpol denunciou que o delegado sindical nomeado pelo sindicato, investigador Rui Guilherme Cruz Neves, lotado no município de Soure, na Ilha do Marajó, foi colocado à disposição da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), na última segunda-feira (15/07), pelo superintendente Regional dos Campos do Marajó, Delegado Arilson da Silva Caetano. 
A ação da Superintendência seria uma represália ao servidor pelo fato dele ter solicitado as fichas de frequência dos servidores, bem como a cópia da portaria que determina a escala de trabalho expedida pela Delegacia Geral e Diretoria de Policiamento do Interior da Polícia Civil, as quais demonstram oficialmente o descumprimento de toda a legislação referente à carga horária de trabalho dos policias civis do estado do Pará.
O presidente do Sindpol/PA, Rubens Teixeira, já comunicou o fato à Cobrapol (Confederação dos Trabalhadores Policiais do Brasil), que, por sua vez encaminhará denúncia à Organização Internacional do Trabalho (OIT) contra o governo do Pará. Hoje pela manhã a diretoria do Sindpol, em coletiva de imprensa, vai enumerar mais perseguições e outras denúncias contra o governo do Estado em retaliação aos policiais civis do Pará. 
O OUTRO LADO
Em nota, a assessoria da Polícia Civil diz que “O policial civil citado foi transferido de Soure por insubordinação, descumprimento de ordem e falta ao serviço. Ele aguarda posterior deliberação. A assessoria diz ainda que “não existe qualquer descumprimento de lei quanto à carga horária muito menos assédio moral. 
A nota cita que “o presidente do Sindpol, Rubens Teixeira, é sabedor das providências e, mesmo assim, deflagra fracassadas bravatas que objetivam tudo, menos salvaguardar os interesses de sociedade e, muito menos, dos servidores afiliados ao Sindicato”. E reafirma que “foi assim quando manejou verdadeiras trapalhadas jurídicas, na forma de ações judiciais, que visavam unicamente buscar ordem judicial para não realizarem o trabalho para o qual os investigadores de Polícia prestaram concurso público e em face de que recebem religiosamente seus salários ”.
(Diário do Pará)
 ≤≥ blog RPI /rota policial de Itaituba

terça-feira, 16 de julho de 2013

Homem tenta pagar prostituta com cartão do Bolsa Família na BA

Da Folha Online
Um homem tentou pagar uma prostituta com um cartão do principal programa social do governo federal, o Bolsa Família, segundo a central de polícia da cidade de Itapetinga, a cerca de 560 km de Salvador.

O homem foi identificado apenas com o prenome de João, porque o caso não chegou a ser registrado quando ocorreu, na madrugada de 27 de junho. De acordo com o policial Tiago Bottino, que trabalhou na noite do incidente, João criou confusão ao levar a prostituta ao motel Mirage, às margens da rodovia BA-263, sem dinheiro para pagar os R$ 50 do programa e o valor do quarto do estabelecimento.

Bottino não explicou qual "tática" seria usada por João com o cartão do Bolsa Família, que funciona apenas para saque em agências da Caixa Econômica Federal.

Em contato com a Folha, o recepcionista do motel, que não quis revelar seu nome, disse que a garota pediu ajuda porque estava sofrendo um "golpe".

"Depois que chamamos a polícia, o cara apresentou um som do seu carro para colocar como empenho à dívida. Ele tentou usar até o Cartão Cidadão [ligado a questões previdenciárias do INSS]", disse.

O recepcionista ainda afirmou que a situação pode ter ocorrido porque o motel não aceita cartão de crédito.

"O pessoal sempre entra sem olhar a placa [da proibição] e depois precisa tentar resolver com a gente como é que fica [o pagamento]".

O caso só passou a ser investigado agora pelo delegado do município, Roberto Júnior.

"Estamos apurando a conduta dos policiais militares chamados ao local, que não fizeram o registro da ocorrência e resolveram por lá, mesmo, além de saber o que efetivamente aconteceu", diz Júnior.

O Ministério do Desenvolvimento Social, responsável pelo Bolsa Família, informou que não pode se manifestar sobre algo que não foi oficialmente registrado.

Embora a titularidade do cartão quase sempre seja da mulher das famílias atendidas pelo programa, há casos como de viúvos em que o homem passa a ser dono do benefício.

Pesquisas divulgadas pelo ministério dizem que o dinheiro dos saques é usado preferencialmente para compra de material escolar e alimentação. (NELSON BARROS NETO)
≤≥ RPI /rota policial de Itaituba

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Viaturas da PM foram alugadas de empresa proibida de fazer negócio com o Estado


A investigação sobre o acréscimo de R$ 17,6 milhões no contrato para a locação de viaturas policiais da Polícia Militar do Pará, com a empresa Delta Construções, ligada ao contraventor Carlinhos Cachoeira, foi noticiada na edição do Diário do Pará do último domingo (14), mas a irregularidade do contrato não estaria apenas neste aspecto. De acordo com a Controladoria Geral da União (CGU), desde ao ano passado a Delta Construções está proibida de firmar contratos com órgãos de todos os entes públicos federativos (União, estados, DF e municípios), no âmbito dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), estando impedida de ser contratada por ser considerada inidônea, ou seja, que não tem idoneidade, não é confiável. A informação foi publicada no blog da jornalista Ana Célia Pinheiro e confirmada pelo DOL junto a CGU. 

Em julho de 2012, o promotor de Justiça de Direitos Constitucionais e Patrimônio Público Nelson Medrado pediu informações sobre a adição dos R$ 17,6 milhões no contrato da Polícia Militar do Pará com a Delta Construções, para o aluguel dos carros para a PM. Medrado estranhou o fato de o contrato ter sido prorrogado por mais um ano, apesar da empresa ter sido declarada inidônea pela CGU. Na época, o promotor disse que o fato da declaração de inidoneidade ter sido ignorada pela PM pode caracterizar improbidade administrativa.

O contrato, iniciado no governo anterior ao custo de R$ 20 milhões, iria valer por dois anos, mas não foi cancelado e sim ampliado por intermédio de termo aditivo, beneficiando a Delta com milhões. O Ministério Público Estadual (MPE) e o Ministério Público Militar abriram procedimento investigatório para apurar uma possível fraude nessa relação.

Conforme o exposto no Portal da Transparência - ferramenta legal e obrigatória, onde deve ser publicado todos os gastos da administração pública -, somente em 2013, o governo do Pará já pagou aproximadamente R$ 5,5 milhões a Delta, em contratos na locação de veículos à Polícia Militar.

Em nota, a CGU informou ao DOL que, no caso a empresa Delta Construções celebrar um contrato estando impedida, tanto ela quanto o gestor que assinou o contrato, poderão sofrer implicações nas esferas penal, criminal e administrativa.

O DOL já entrou em contato com a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Pará (Segup) que ficou de se manifestar através de nota.

(DOL)
≤≥ RPI /rota policial de Itaituba

 


sábado, 13 de julho de 2013

Após Telexfree e Bbom, mais 16 empresas são investigadas

Todas são suspeitas de atuar em esquemas de pirâmide financeira

RIO — Uma força-tarefa de promotores e procuradores do Ministério Público Federal e Estaduais de todo o Brasil investiga outras 16 empresas suspeitas de prática de crime financeiro, além de TelexFREEe e BBom, que já tiveram as atividades suspensas e os bens bloqueados pela Justiça. De acordo com a procuradora da República em Goiás, Mariane Guimarães Oliveira, os nomes das companhias, que atuam em todo o país, serão preservados até que as investigações sejam concluídas:
— Enquanto não soubermos quais empresas são legais, peço aos consumidores que não saiam investindo em marcas que não conhecem. E, ao receber alguma tipo de oferta para se tornar divulgador, que busque informações sobre a empresa em órgãos de defesa do consumidor.
 
A Justiça Federal em Goiás também apura se a BBom tem negócios com a TelexFREE, a partir de investigação da Polícia Federal que aponta indícios de que as duas pirâmides realizaram transações com pessoas em comum e de que a BBom recebeu dinheiro da TelexFREE.
A BBom está com os bens bloqueados desde quarta-feira passada, quando a Justiça Federal em Goiás acatou o pedido para bloqueio dos bens da empresa Embrasystem (que usa os nomes fantasias Unepxmil e BBom), em ação cautelar movida por dois procuradores e um promotor. De acordo com a investigação, até o fim do ano passado, antes da criação da BBom, as empresas do grupo não movimentavam mais que R$ 300 mil por ano. Em pouco mais de seis meses, o fluxo financeiro cresceu mais de 300%. Estão bloqueados mais de cem veículos, além de R$ 300 milhões em contas do grupo.
Empresas negam ligação
No caso da BBom, o produto que supostamente sustentava o negócio é um rastreador de veículo. Como em outros casos emblemáticos de pirâmide financeira, o produto serve como isca para recrutar novos associados. Os interessados associavam-se mediante pagamento de taxa de cadastro de R$ 60 e de um valor de adesão que variava entre R$ 600 e R$ 3 mil. Além disso, os associados tinham que atrair novos integrantes e pagar uma taxa de R$ 80 por 36 meses. O mecanismo de bonificação aos associados era calculado sobre as novas adesões. Quanto mais gente aderia à rede, maior a premiação prometida.
A TelexFREE está com as atividades suspensas desde o último 18 de junho, por determinação da juíza Thaís Khalil, do Tribunal de Justiça do Acre, estado no qual possuía uma grande rede dos chamados divulgadores. A partir da decisão, a empresa não pode mais cadastrar novos associados, nem pagar os já cadastrados. A TelexFREE também está sendo investigada pelo o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça (MJ), que instaurou processo administrativo contra a empresa por indícios de formação de pirâmide financeira e ofensa ao Código de Defesa do Consumidor. Nessa semana, o MJ determinou à Polícia Federal abertura de inquérito para apuração de eventuais crimes.
— O consumidor deve desconfiar de ganhos altos e rápidos, proporcionais à entrada de novas pessoas no grupo — ressalta Amaury Oliva, diretor do DPDC.
Horst Vilmar Fuchs, um dos dez advogados da TelexFREE, informou que a empresa está tomando “diversas medidas” para recuperar o direito de atuar no país. E negou qualquer relação com a BBom:
— Não vão encontrar prova da existência dessa ligação. Podem vasculhar todas as contas.
Por meio de nota, a BBom garantiu ser uma empresa lícita e negou ter negócios com a TelexFREE. Disse ainda que já deslocou equipe jurídica a Goiás para apresentar defesa e pedir a cassação da decisão de bloqueio das contas e bens da empresa.

Rede Globo vira alvo de manifestantes em SP e RS

Uma sequência de luzes verdes invadiu o estúdio do "SPTV", da Rede Globo, durante a exibição do telejornal na noite desta quinta-feira.
Os reflexos atravessaram o vidro do estúdio, com visão para a ponte Octavio Frias de Oliveira, atingiram o estúdio e o apresentador Carlos Tramontina. Os raios puderam ser vistos no início do programa e durante o encerramento.

Segundo a Polícia Militar, cerca de 400 manifestantes faziam um protesto em frente à emissora, no Dia Nacional de Lutas.

No início do telejornal, o apresentador informou que os manifestantes faziam um protesto contra a emissora no Brooklin, bairro da zona sul da capital, onde fica a sede paulistana da Rede Globo. Ele disse ainda que eles se reuniram em uma praça [General Gentil Falcão] e caminhavam na direção da emissora, pela avenida Engenheiro Luis Carlos Berrini.

Tramontina disse que "os manifestantes gritam palavras de ordem contra a Globo. Eles pedem a democratização da mídia e a revisão das concessões de TV".


Depois de chegar à emissora, manifestantes picharam o muro da entrada do portão 2, na avenida Chucri Zaidan e outros pontos ao redor da Globo. Vinte policiais militares da Força Tática acompanhavam o protesto a distância. O ato era pacífico e sem registros de confrontos.

Os manifestantes deram uma volta completa ao redor da emissora e voltaram para a praça de onde saíram. O grupo disse que estava na manifestação que começou no início da tarde na avenida Paulista e seguiu até a praça Roosevelt, no centro. Eles disseram ter ido ao Brooklin em um ônibus fretado que estava no largo do Arouche. Não há informações de quem pagou o veículo.

A reportagem da Folha não conseguiu contato com a emissora.

NO SUL

Manifestantes jogaram esterco em frente à sede do Grupo RBS, em Porto Alegre, durante protesto na tarde de ontem. A emissora de TV do grupo é afiliada à Rede Globo.

Em vídeo divulgado na internet, os manifestantes disseram que haviam jogado "100 kg de merda de porco" para pedir "democratização dos meios de comunicação".

Segundo o Grupo RBS, o protesto teve início com cerca de 40 pessoas e, depois, "algumas centenas de manifestantes" se uniram ao grupo.
 ≤≥ RPI /rota policial de Itaituba

quarta-feira, 10 de julho de 2013

ACIDENTE NA RODOVIA SANTARÉM-CUIABÁ (OU TRANSAMAZÔNICA) PRÓXIMO À RURÓPOLIS-PA



Ontem, dia 09 de julho de 2013, por volta das doze horas e quinze minutos, ocorreu mais um acidente automobilístico na Rodovia Transamazônica/Santarém/Cuiabá (BR 230 e 163 – já que as duas se encontram em Rurópolis e vão até o km 30 e aí há a separação novamente), na altura do km 112 (cerca de 35 km, sentido Rurópolis/Miritituba). Os veículos envolvidos foram um ônibus da empresa Ouro e Prata/Tapajós e uma carreta carregada de grãos. O ônibus ia com destino a cidade de Itaituba e a carreta no sentido contrário. Cerca de oito feridos foram socorridos e encaminhados ao Hospital Municipal de Rurópolis. Mas não houve vítima fatal no local do  acidente, uma mulher foi encaminhada pra Santarém, devido a gravidade dos ferimentos. Estiveram presentes no local do acidente, a fim de averiguar a situação, o Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho, delegado titular da Polícia Civil no município, IPC Hércules, Subtenente PM Juscelino Queiroz Ribeiro e os soldados PM Diego Alessandro Miranda Pereira e Jackmiller Jacson do Amaral Costa.

Fotografias e informações: Policia Civil de Rurópolis 
http://ehmarinho.blogspot.com.br/2013/07/mais-um-acidente-grave-acontece-na.html
≤≥ RPI /rota policial de Itaituba

LADRÃO TENTA MATAR A VÍTIMA POR CAUSA DE UMA MOTO E CENTO E CINQUENTA REAIS

 
Atualizado 15/07
Hoje Douglas foi transferido para o presídio local em decorrência da homologação do flagrante por tentativa de latrocínio.
 
Dia 08/07 por volta da 20h40 foi preso pela guarnição do distrito de Creporizinho, Douglas de Souza da Costa, 23 anos de idade, natural do Mato Grosso, por tentativa de latrocínio. Ele é acusado de roubar a moto do senhor José Nogueira de Oliveira, de 55 anos de idade, no garimpo do Patrocínio e tentar mata-lo cortando o pescoço da vítima. O seu José contou na delegacia ao escrivão Raimundo Figueira que Douglas pediu para que fizesse uma corrida de moto até seu barraco, no baixão do "galeto". E que esperasse que voltaria com ele. Na volta Douglas pediu para José parar a moto e desceu entrando no mato e retorno em alguns minutos. Que montou na moto e quando José ia saí sentiu a faca no pescoço e a ordem de passar o dinheiro e a chave da moto. Sendo entregue a quantia de 150 reais. Que a vítima foi levado pra dentro do mato e ali ele foi quase degolado e empurrado para morrer no mato . O agressor pegou a moto e fugiu pensando que a vítima não resistiria.  Mas seu José conseguiu chegar até a comunidade e pediu ajuda. A guarnição comandada pelo SGT Bastos e auxiliado pelos SGT Renúbio, CB Sousa e SD Laudenir diligenciaram e prenderam o acusado na rodovia Transgarimpeira a uns 500 mts de  Crepurizinho.



terça-feira, 9 de julho de 2013

Policial militar morto a tiros dentro de ônibus é enterrado em Ananindeua

O policial militar Jorge Luiz Pinheiro Moreira foi morto com três tiros durante uma tentativa de assalto dentro de um ônibus no domingo (7), em Castanhal, na região nordeste do Pará. De acordo com informações da Polícia Militar, o policial era lotado no 11º Batalhão, em Capanema, saía do serviço e seguia para Santa Isabel do Pará.





Ainda de acordo com a PM, três homens entraram na van para realizar um assalto, mas, ao identificar entre os passageiros o policial militar, que estava fardado e desarmado, o trio o  algemou e disparou três tiros na cabeça da vítima. 



O policial militar assassinado neste  fim de semana dentro de um ônibus intermunicipal foi velado segunda-feira (8). O velório aconteceu na casa onde o policial morava no bairro Icuí-Guajará em Ananindeua, região metropolitana de Belém e enterrado hoje (9). Segundo a PM, os três suspeitos do crime foram localizados. Dois morreram durante troca de tiros e um está preso.
 
acusado

≤≥ RPI /rota policial de Itaituba

Justiça nega recurso e Telexfree continua proibida de operar


A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre negou nesta segunda-feira (8) o recurso de defesa da Ympactus Comercial Ltda. (Telexfree) e manteve a suspensão de todas as atividades da empresa. A empresa é acusada de praticar o crime de "pirâmide financeira".
Com promessas de retorno expressivo em pouco tempo, os esquemas de pirâmide financeira são considerados ilegais porque só são vantajosos enquanto atraem novos investidores. Assim que os aplicadores param de entrar, o esquema não tem como cobrir os retornos prometidos e entra em colapso.
A Telexfree continua proibida de realizar novos cadastros de divulgadores, bem como está impedida de efetuar pagamentos aos divulgadores já cadastrados, até o julgamento final do caso, sob pena de multa diária de R$ 500 mil.
De acordo com o TJ do Acre, haveria "urgência em paralisar-se crescimento da rede, como forma de evitar-se seu esgotamento consequentes prejuízos que poderá causar a um sem número pessoas".
Atuando no Brasil desde março de 2012, a Telexfree vende planos de minutos de telefonia de voz sobre protocolo de internet (VoIP na sigla em inglês), que permitem ligações ilimitadas para 41 países por US$ 49 mensais.
A empresa oferece dois tipos de contratos para divulgadores, um com ganho líquido de US$ 2.295,80 e outro com lucro de US$ 11.599. Além disso, o anunciante recebe US$ 20 a cada novo divulgador que conquistar para o primeiro plano e US$ 100 para o segundo.
http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/07/08/telexfree-continua-suspensa-apos-justica-negar-recurso.htm
≤≥ RPI /rota policial de Itaituba
 

domingo, 7 de julho de 2013

BR 163 NO MUNICIPIO DE TRAIRÃO FOI DESBLOQUEADA

10/07

MADEIREIROS AMEAÇAM TOCAR FOGO EM VEÍCULOS DO IBAMA PRÓXIMO AO TRAIRÃO-PA


Madeireiros desobstruíram a estrada Santarém-Cuiabá, mas não desistiram de continuar praticando crime ambiental  a qualquer custo. O IBAMA continua fazendo o trabalho que compete a ele, mas vem enfrentando dificuldades, pois pessoas que tem prejudicadas suas atividades predatórias com a presença do órgão, vem tentando impedir o trabalho da equipe que está efetuando as fiscalizações. Esta semana tentaram impedir a passagem da equipe para a área a ser fiscalizada, chegando a ameaçar de tocarem fogo nos veículos, além de colocar troncos de madeira no meio da estrada. A Polícia Militar que está dando apoio negocio a liberação da estrada e protegeu os agentes. E salientou que não adianta lutar contra a fiscalização de forma violenta, pois o governo terá de continuar fiscalizando e se necessário aumentar o número de fiscais e a segurança.

Alivio para os usuário os da BR 163, trecho Itaituba-Trairão 

foto: Jânio Palleta


Ontem por volta da meia noite foi encerrado o bloqueio da estrada Santarém-Cuiabá. Segundo integrantes do grupo de madeireiros que mantinham a estrada interditada, haverá uma reunião em Brasília com autoridades do Governo Federal para discutir as reinvindicações, porém o que se sabe é que o movimento vinha se enfraquecendo a cada dia por ter entre as suas exigências, algumas absurdas, como o fim das operações de combate ao desmatamento ilegal na região e de ter à frente pessoas sem condição de representar os interesses justos da população da região.

O que se ouviu na reunião com o representante no Pará do  IBMA, o Superintendente Hugo Américo Rubert Schaedler, foi a continuidade das fiscalizações e ainda que a ação dos fiscais estão pautadas na lei. A destruição de equipamentos se dá quando os donos fogem deixando as máquinas e não há como transportá-los até a cidade para que fique apreendido e caso deixem no local as pessoas que fugiram voltam  e utilizam novamente na prática do crime ambiental. 



Rondônia/2012
E mais,  que a principal bandeira do movimento dos madeireiros não tinha base em fatos reais, pois apesar de afirmarem que o IBAMA havia queimado tratores de pessoas da região e divulgado na web, na operação que estava em curso, o órgão garantiu que as fotos de agentes pousando ao lado tratores incendiados, que estavam sendo usadas para levar as pessoas da região a se revoltar era de outra operação, de outra região e do ano passado. E a divulgação das fotos por agentes do órgão poderá ser motivo de apuração administrativa, para se avaliar a conduta dos funcionários da estatal quanto ao deboche mostrado nas imagens.
                                            ≤≥ RPI /rota policial de Itaituba

sábado, 6 de julho de 2013

CARRO É QUEIMADO NA GARAGEM DE UMA RESIDÊNCIA NA 2ª RUA DO BAIRRO VITÓRIA RÉGIA

Elementos não identificados atearam fogo em um veículo gol que estava parado na garagem da casa da dona. Os elementos quebraram o vidro traseiro do carro e o incendiaram, não restando praticamente nada aproveitável. A proprietária que estava no interior foi informada por volta do meio dia de hoje. Uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo SGT Cajado, esteve no local fazendo os primeiros levantamentos sobre o fato.    



≤≥ RPI /rota policial de Itaituba

quinta-feira, 4 de julho de 2013

BR 163 É DESBLOQUEADA NA MADRUGADA E VOLTA A SER INTERDITADA NA MANHÃ

06/07
 A BR continua interditada, mas a situação é mais tranquila. Durante a madrugada de hoje a estrada ficou desbloqueada. Os manifestantes esperaram para decidir pelo encerramento ou não do movimento que já está bastante desgastado, para depois do encontro de amanhã. O movimento espera conseguir algum compromisso dos representantes de estado que estarão presentes a esse  encontro.  Dessa reunião, que contará com a presença do secretário de meio ambiente do Estado do Pará, poderá ser declarado o fim da interdição da BR 163. A Polícia Militar está pronta fazer a desobstrução a qualquer momento, esperando apenas superior. Hoje houve um  encontro com pessoas ligadas à área garimpeira.
d



atualizado 04/07 10h25

Depois de um dia extenso de negociações, entre manifestante, PRF e CPR X e a pressão dos caminhoneiros que estavam no bloqueio havia alguns dias parados e ameaçavam partir para o confronto, os manifestantes se viram obrigados a liberar a passagem pela BR 163, porém  pela manhã os manifestantes voltaram a bloquear a estrada.
O governo federal já disse em pronunciamento da presidente Dilma que não negocia com esse tipo de manifestante que prejudica a produção do Brasil  e nem poderia ser diferente, pois se aceitasse esse tipo de pressão, seria o fim total do Estado nessa região, pois ele basicamente só se faz presente nesta área em função do desmatamento da Amazônia. 




 

(com informações de Jânio Palleta)