MENU

domingo, 31 de julho de 2016

Parabens ao jornailsta Jota Parente pela trajetória vitoriosa na imprensa do Oesta do Pará

Jota Parente é um dos maiores jornalistas da região e tem muita importância na imprensa do oeste paraense. Muitos anos nessa estrada vitoriosa. Itaituba foi privilegiada com a vinda dele de Santarém para cá.

Ontem, sábado, 30 de julho, comemorei 45 anos de atividade ininterrupta no Rádio da região.
Comecei na Rádio Rural em 1º de agosto de 1971, e a data cai na segunda-feira, amanhã; mas, como o programa o Assunto E Este, que apresento na Alternativa FM é sábado, antecipei a comemoração em dois dias.
Dividiu esse importante momento de minha vida profissional no estúdio, o amigo Lamberto de Carvalho, o meu mais longevo confrade em atuação em Itaituba, em relação ao tempo em que trilhamos os caminhos dessa profissão, desde Santarém.
Outro amigo que esteve comigo foi o coordenador da emissora, Antônio Santana, que por ser bem mais novo do que eu, deu-me a honra de ouvir meus comentários feitos na Rádio Rural de Santarém.


O programa de ontem contou com algumas surpresas para mim, colocadas no ar por Antônio Santana, como a participação, direto de Santarém, do radialista Marcos Luiz e do maior repórter de rádio de toda esta região, que é Bena Santana.
Marcos Luiz chegou à Rádio Tropical, quando a gente estava montando nossa primeira equipe, tendo tido eu a honra de direcioná-lo através de muitas horas de estúdio, pois ele tinha todo jeito, mas, falta aprimorar.
Bena Santana foi meu companheiro de equipe de esportes, tanto na Rádio Rural, quanto na Rádio Tropical, sendo um excelente repórter setorista, assim como um ótimo repórter de campo, ou o ponta de gol, como a gente chamada de primeiro. Começou pouco depois de mim, coisa de dois ou três anos.
Embora o rádio não seja mais a minha principal atividade profissional, hoje em dia, pois profissionalmente dedico-me ao blog e ao Jornal do Comércio, jamais abandonei essa paixão, que faz parte de minha vida.
Espero continuar me comunicando por muitos outros anos por meio desse veículo maravilhoso, que é o Rádio.
(matéria publicada no blog do Jota Parente)
≤≥ Blog RPI 

Voilência banal faz mais uma vítima de homicídio em Itaituba

Na madruga de hoje (31) Itaituba registrou mais uma vítima de homicídio. Um homem conhecido por Junior, morador da 20ª rua do bairro Bom Remédio, foi morto com uma facada na 2ª rua do bairro Jardim Aeroporto (Km 5). Segundo comentários de pessoas que o conheciam, ele teria problema com o consumo de entorpecente. Certo é que as mortes parecem não chamar mais a atenção de muita gente que vem se acostumando com essa violência que vem junto com o desenvolvimento, onde uma parcela da população não tem nenhuma relação de afetividade com a cidade e nem com seus moradores, aumentando a sensação de desumanidade. Não se sabe qual o motivo da morte ou se tem relação com o que falei, porém o aumento das mortes tem, e algo tem de ser feito para voltarmos a ter uma cidade razoável para se viver no tocante à criminalidade.
Essa semana houve uma reunião do Conselho de Municipal de Segurança Municipal, mas nessas reuniões, basicamente, as propostas são inócuas, pois o problema principal nunca é discutido por interferência da politicagem. Nunca que os chefes dos órgão diretamente envolvidos no problema vão relatar os reais problemas, que desgostariam os chefes mais "altos". A solução passa, especialmente, por maior gasto com segurança, mas isso esbarra no orçamento e interesses político, que sujeitam o governo a gastar parte do dinheiro que arrecada para manter sua base política, em detrimento do interesse da sociedade.  
≤≥ Blog RPI 

terça-feira, 26 de julho de 2016

Cinco suspeitos de assaltos morrem em confronto com a PM de Itaituba


Na manhã de hoje (26) durante o cerco a uma residência, onde estavam escondidos integrantes de uma quadrilha que vinha praticando assaltos em Itaituba, cinco homens morreram em confronto com a Polícia Militar.
A descoberta da localização dos suspeitos de prática de assaltos se deu durante levantamento de suspeitos de um assalto ocorrido ontem, no qual roubaram uma grande quantidade em ouro e dinheiro. As polícias Civil e Reservado da  PM levantaram que um dos suspeitos era um elemento chamado "deca", que mora no conjunto Wirland Freire. O suspeito foi surpreendido pela polícia na manhã de hoje e contou à polícia onde estavam os comparsas. Então a PM montou uma operação para prender os suspeitos. A casa de um suspeito de prática de tráfico era onde estavam escondidos os cinco homens. Durante a abordagem houve troca de tiros e os cinco foram mortos.. Com eles foi encontrado rádio para ouvir a frequência da Polícia, fardas da empresa Celpa e o armamento que foi usado para enfrentar a PM pistola ponto 40 e dois revólveres. Os assaltantes também tinham dois coletes à prova de bala.
"Deca", que está preso, contou à Polícia que foi recrutado pela facção CCA, sendo o responsável de receber os produtos roubados pela quadrilha e de organizar o suporte. Ele quem aluga as casas e faz o levantamento dos alvos para a quadrilha roubar.

≤≥ Blog RPI

sábado, 23 de julho de 2016

Deputados gastam mais de R$ 95 milhões com verba de gabinete

Às vésperas das eleições que ocorrem em outubro, gastos com divulgação da atividade parlamentar, passagens aéreas e combustíveis para visitar bases eleitorais dispararam e já somam R$ 95,2 milhões somente no primeiro semestre. O ranking é liderado pelo deputado federal Hiran Gonçalves, do PR de Roraima. O gabinete dele teve um gasto de R$ 300 mil.
De acordo com a reportagem da CBN, na prestação de contas divulgada no portal da Câmara, consta de que em apenas um dia o parlamentar emitiu 20 passagens, todas no trecho Brasília - Boa Vista.
Mas, quem ocupa a primeira posição no ranking de gastos com passagens aéreas no primeiro semestre é o deputado Paulinho da Força, do Solidariedade. Foram mais de 200 voos que custaram R$ 110 mil.
A proximidade das eleições municipais também impulsionou os gastos com Divulgação da Atividade Parlamentar. Entre os itens pesquisados, foi o que mais pesou aos cofres da Câmara: R$ 21,5 milhões.
(msn.com)

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Número de homicídios assustam em Itaituba

Na tarde de ontem (20) Itaituba registrou mais um homicídio. A vítima, José Cleison Lopes da Silva (à esquerda), 24, ainda foi encaminhada para a emergência do Hospital Municipal, porém não resistiu ao ferimento sofrido na barriga por uma facada. O acusado, Adonias Mendes de Souza, 56, foi preso pela PM e teve a prisão em flagrante transformada em prisão preventiva pela justiça de Itaituba e será transferido para o presídio local para aguardar o julgamento. Fato a se observar nesse caso é o motivo fútil. O acusado não tinha nenhum motivo para matar, matou somente por não ter nenhum apreço à vida alheia. Fato que se repete com muita constância. E se somado às mortes de trânsito acaba transformando Itaituba numa cidade com um alto incide de mortes por causas violentas.
≤≥ Blog RPI com informações do blog Plantao24horasnews
Do G1 PA

O Ministério Público Federal (MPF) enviou às autoridades de saúde e às Prefeituras de Itaituba e Jacareacanga, no sudoeste do Pará, três recomendações para melhorias no atendimento à saúde dos índios da tribo Munduruku. Uma das medidas tem como objetivo garantir o respeito às tradições culturais dos indígenas, permitindo que pajés tenham acesso liberado aos pacientes da tribo que estejam internados.
O direito de permanência dos pajés em hospitais é assegurado por lei, mas os índios denunciaram na 26ª Assembleia Geral do Povo Munduruku, realizada em abril de 2016 na aldeia Katõ, que este direito não estava sendo respeitado. Para evitar um processo judicial, o MPF emitiu a recomendação, instruindo os hospitais a funcionarem de acordo com a lei.
A presença dos pajes nos hospitais não significa que os índios deixarão de ser atendidos por médicos. O que o MPF busca é garantir o direito da cultura tradicional conviver com a medicina, permitindo acompanhamento espiritual dos pajés durante o tratamento nos hospitais.
Além da entrada liberada para os pajés, a promotoria também recomenda a presença de de intérpretes da língua Munduruku nos hospitais, e o fornecimento de alimentação tradicional das aldeias para os índios internados.
Reivindicação das tribos
No documento encaminhado pelo MPF no último dia 11 às Secretarias de Saúde de Itaituba e Jacareacanga e ao Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei), o órgão reforçou que devem ser "respeitadas as concepções de mundo e cultura e que observância das práticas de saúde e medicinas tradicionais são direitos assegurados aos indígenas".

As outras medidas recomendadas visam garantir o fornecimento de água potável para as aldeias Munduruku no alto e no médio Tapajós, com a instalação de poços artesianos e sistemas de captação de água, devido ao alto volume de contaminação por mercúrio nos rios e igarapés da região.
Segundo o MPF, a Sesai deverá apresentar cronograma detalhado, incluindo estudos de viabilidade, para ativação de poços já perfurados, implantação do sistema de captação e tratamento, no prazo de 90 dias, e projetos de implantação do sistema de abastecimento de água, no prazo de 180 dias. Às Prefeituras, o MPF requisitou que acompanhem e a apoiem a implantação do fornecimento de água.

domingo, 17 de julho de 2016

Suspeito de assassinar mulher é preso pela PM em Itaituba

Na madrugada de hoje (17) a PM prendeu Osvaldo Rodrigues Costa, 54, que é suspeito de assassinar uma mulher, Dilce dos Santos Cardoso, 36, com quem teria uma caso amoroso, na 18ª rua do bairro Bom Remédio. Ele contou à polícia que a mulher teria tentado agredi-lo, provocando a reação que terminou com o final trágico da morte dela, que levou uma furada no pescoço. Dilce foi levada para o HMI, porém não resistiu, morrendo ao dar entrada na emergência. "Sonho" conhecido piloto de voadeira, que há muitos anos trabalha numa voadeira que faz a travessia Itaituba-Miritituba foi apresentado pela guarnição dos sargentos Ezaquiel, Mirlandi e cabo Eronias.


≤≥ Blog RPI/com informações do cabo Eronias

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Agentes da Força Nacional ameaçam abandonar Rio durante Olimpíadas

Militares da Força Nacional denunciaram, nesta quarta-feira (13), o atraso no pagamento de diárias e as más condições de moradias no local em que estão alojados, em Anil, Jacarepaguá. Os agentes, que vieram de diferentes lugares do Brasil, estão no Rio para reforçar a segurança para as Olimpíadas. Eles pediram a solução dos problemas até sexta-feira (15). Caso contrário, eles devem pedir baixa e voltar para seus estados de origem.
A situação de policiais e bombeiros da Força Nacional envolve banheiro sem chuveiro, quarto sem cama, falta de água e de luz. Eles alegam que tiveram de pagar, do próprio bolso, a instalação de tomadas, lâmpadas e outros equipamentos nos apartamentos do condomínio do Minha Casa Minha Vida, na zona oeste do Rio. Os policiais e bombeiros também fazem críticas à alimentação que estão recebendo. Além da repetição do cardápio, as quentinhas estariam vindo azedas.
No local, estão alojados 3 mil servidores da Força. Outros 3 mil ainda vão chegar à cidade para os Jogos Olímpicos. Os agentes serão responsáveis pela segurança no interior das arenas e no entorno dos locais em que terá competição.
O Ministério da Justiça e Cidadania informou, por nota, que estão sendo feitos os ajustes necessários nos apartamentos. Sobre os atrasos nas diárias, o órgão garante que o depósito dos recursos já foi totalmente feito.
Reajuste 
O protesto dos agentes parece ter surtido efeito. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o valor da diária paga aos agentes será reajustado em 150%. O decreto do Ministério da Justiça deve ser publicado no Diário Oficial da União nos próximos dias. De R$ 220, o valor vai passar para R$ 550. Em um mês de trabalho, cada soldado pode receber em torno de R$ 16 mil.
(Jornal do Brasil)

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Justiça decreta a prisão preventiva dos suspeitos de roubo a taxista em Itaituba

Na tarde de ontem a justiça local expediu o mandado de prisão preventiva contra Ricardo Martins Barros e Ranilson Cordeiro Silva, efetuada no dia 12 de julho de 2016, por serem suspeitos de ter cometido o delito tipificado no artigo 157, §3º, art. 14, II, do Código Penal e art. 16 da lei 10.826/03. A prisão de custódia preventiva se deu em face à representação pela prisão preventiva dos mesmos feita pelo Delegado Raphael Oliveira Ribeiro. É de conhecimento da nossa sociedade que os suspeitos teriam agredido violentamente o taxista Heleno durante um roubo praticado na residência dele com o intuito de conseguir roubar as joias que ele tinha guardadas em casa. E essa decretação da prisão era absolutamente necessária, porém a mim veio a pergunta, por que que outros assassinos cruéis não ficam presos também? Será que é preciso sempre de uma repercussão, em meio a uma ameaça no ar de vingança de uma classe, para que o suspeito seja levado ao cárcere para amenizar a revolta que é natural diante de fatos como o ocorrido. Pelas ruas de nossa cidade circulam acusados de crimes brutais e covardes como se nada tivessem feito. E como eles estão em liberdade, o julgamento demora muito mais para acontecer e a possibilidade de as testemunhas sumirem ou desistirem de depor aumenta na medida que o tempo passa
Com os suspeitos, que negam o cometimento do crime,  foram encontrados objetos que foram roubados do taxista Heleno e uma arma que teria sido a usada para render a família durante o roubo.
≤≥ Blog RPI

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Pai de vítima de homicídio teria tentado matar ex presidiário para vingar morte do filho em Itaituba

No início da tarde de ontem (12) uma tentativa de homicídio surpreendeu a cidade de Itaituba. Segundo policias militares que fazem a segurança no distrito de Miritituba, alguns integrantes de uma família teriam tentado ceifar a vida do ex presidiário Dione Marcelino Bonifácio dos Santos, 26, que foi preso diversas vezes por prática de vários delitos, dentre eles, roubo a mão armada. O fato se deu na chegada da balsa no lado de Miritituba. O que foi levantado pelos policiais é que a tentativa de homicídio teria à frente um morador do distrito que seria pai de uma vítima de homicídio que teria sido praticado por Dione. Fato relevante nesse caso é a motivação de uma família face a impunidade que vive nossa sociedade, onde assassinos são soltos como se a vida humana não tivesse mais valor, provocando um aumento absurdo de casos onde uma pessoa de bem se ver obrigada a fazer justiça com as próprias mãos, evidenciando que a justiça está lavando as mãos e deixando que a sociedade cuide sozinha das suas mazelas.
≤≥ Blog RPI

sábado, 9 de julho de 2016

Suspeito de assalto foi poi preso com pistola em Itaituba


Nesta sesta feira (8) por volta das 21h30 foi preso na entrada do residencial Viva Itaituba Wellinton Pereira de Araújo, 22. Com ele foi apreendida uma pistola 380, Taurus, com 6 munições. Wellinton, que era irmão de Hudson, que morreu num confronto com a PM, é suspeito de ter cometido assaltos nesta noite, inclusive, a sua prisão se deu durante ronda da guarnição dos sargentos Ezaquiel, Mirlandi e cabo Eronias que procuravam dois suspeitos de prática de assalto no bairro conhecido como REICON. Foi apreendido também com ele um celular que seria produto desse assalto. Na abordagem um dos suspeitos, que estaria na moto, que também foi apreendida, conseguiu fugir. A expectativa da guarnição é que as vítimas reconheçam Wellinton para que ele seja autuado por prática de roubo, mas a princípio, ele seria autuado por porte de arma com a numeração raspada e só poderia ser liberado pelo juiz na audiência de custódia e o fato dele já ter passagem pelo presídio talvez faça ele ficar uma temporada trancafiado.


≤≥ Blog RPI

quinta-feira, 7 de julho de 2016

PM prende suspeito de participação em crime brutal em Miritituba



Na manhã de ontem (6) o distrito de Miritituba ficou chocado com um crime brutal praticado a golpes de arma branca. O corpo foi encontrado por volta das 9 horas no bairro do DNER, próximo a bica, dentro de um matagal. O crime deve ter ocorrido na madrugada. A suspeita é que o crime tenha sido cometido por mais de uma pessoa, incluído Raulison paigô mundurucu, que já esteve no presídio acusado de crime semelhante e por prática de roubo e foi preso nesta manhã pelo policiamento da PM em Miritituba. Ele é velho conhecido da polícia e chegou a participar de vários assaltos em 2013 com o grupo de "piroca" e deu muito trabalho pra PM conseguir sua recaptura, à época, que ele havia fugido do presídio, onde cumpria pena por suspeita de homicídio cometido em Jacareacanga.

≤≥ Blog RPI

Facínora que matou o sargento João Luiz foi morto em confronto com guarnição da Polícia Militar

Na terça feira (5) foi morto em confronto com guarnições da Polícia Militar que estavam em perseguição ao bandido desde o dia 17, quando ele matou o sargento João  Luís, numa emboscada. O confronto se deu a 150 km de Novo Progresso, no garimpo Vietnã. A PM chegou até o criminoso porque este havia mandado recado para os familiares, chegando ao conhecimento da polícia que conseguiu interrogar a pessoa que trouxe os recados e descobriu o paradeiro de Lucas Santos Oliveira que estava escondido na mata. Para dificultar a ação policial ele permanecia numa barraca de camping em mata fechada.

A morte desse homem não traz o sargento de volta, simplesmente impõe a supremacia na nossa região do braço do Estado. Aqueles que tem a audácia de atentar contra a vida de um agente da segurança pública devem saber que não ficará impunes. E que mesmo o sonho de ter salvaguardada a integridade física através dos defensores dos direitos dos criminosos para poder se utilizar das falhas da nossa legislação e logo voltar a viver livremente pode falhar e ter de enfrentar sozinho a mão forte do Estado e acabar como este que se viu numa situação de caça. E para continuar vivo tinha como única companheira sua arma. Mais ele não era forte o suficiente para encarar os guerreiros da PM que arriscaram suas vidas para prender esse facínora mesmo sabendo que ele não se entregaria e que tentaria provocar mais dor no seio da Polícia Militar. Demorou, mas ele foi preso,  e de forma eterna.
≤≥ Blog RPI

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Operação desarticula a maior quadrilha de desmatamento e grilagem na Amazônia

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Receita Federal deflagraram hoje (30) uma operação para desarticular a maior organização criminosa especializada em desmatamento ilegal e grilagem de terras públicas federais na Amazônia brasileira. De acordo com a Receita Federal, a quadrilha movimentou mais de R$ 1 bilhão entre 2012 e 2015.
Batizada de Rios Voadores, a operação foi deflagrada nos municípios de Altamira e Novo Progresso, no Pará, e nos estados de São Paulo, Santa Catarina, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Noventa e cinco policiais federais,15 auditores da Receita e 32 analistas do Ibama, com o apoio de duas aeronaves, começaram a cumprir hoje 51 medidas judiciais: 24 prisões preventivas, 9 conduções coercitivas e 18 mandados de busca e apreensão em empresas e residências.
A quadrilha está sendo investigada há dois anos. O principal alvo da operação é o pecuarista paulista Antonio José Junqueira Vilela Filho, suspeito de ter desmatado mais de 29 mil hectares entre 2012 e 2014. Ele ainda não foi preso e é considerado foragido pela polícia. Vilela Filho é acusado de crimes como organização criminosa, desmatamento ilegal, grilagem, ocultação de vantagens econômicas, entre outros. Segundo os investigadores, o pecuarista criou empresas de fachada e usou a família para lavar o dinheiro ilícito. Além dos processos criminais, Vilela Filho deverá pagar multa de R$ 119 milhões pelos crimes ambientais.
O diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano Evaristo, disse que o grupo criminoso agia de forma organizada, como uma empresa. “Estamos lidando com o crime organizado, com gente que investe pesado em tecnologia.” A organização está dividida em núcleos: um operacional, que faz o desmatamento; um para a compra e venda de áreas desmatadas ilegalmente; um financeiro e um núcleo familiar, para a dissimulação das vantagens econômicas obtidas ilegalmente. Além de desmatar as áreas invadidas, o grupo arrendava as terras para atividade agropecuária.
Os núcleos, segundo a investigação, são subdivididos em grupos como o de agenciadores de mão de obra, de gerentes das fazendas desmatadas ilegalmente, dos testas de ferro e dos agrimensores, responsáveis por fazer cadastros ambientais fraudulentos.
Ajuda dos índios Kaiapó
Segundo Evaristo do Ibama, os índios Kaiapó que vivem na região foram fundamentais para a operação. Em março 2014, 40 lideranças da etnia denunciaram para o Ibama o desmatamento no interior e no entorno da Terra Indígena Menkragnoti, em Altamira.
Quando a equipe do instituto buscou as áreas desmatadas em imagens de satélites, não as encontrou. Ao chegar ao local, a equipe viu um novo tipo de desmatamento, em que os criminosos “comem” a floresta por baixo e deixam uma cobertura vegetal que “engana” os satélites que monitoram a Amazônia. “A polícia apurou que a quadrilha tinha profissionais de geoprocessamento, que entendem de satélites, analisam os dados do Inpe [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais] e organizam o desmatamento”, disse Evaristo.
fonte: Agência Brasil/ Jornal do Brasil